Publicado em Contos

O menino dragão (Capítulo III)

Andando mais um pouco, o menino sentiu sede. Então, ele encontrou um riacho e foi beber água. Só que, quando terminou de matar sua sede, apareceu um rinoceronte! Ele surgiu do meio do riacho. Parecia que estava tomando banho.
O rinoceronte viu o menino, e logo partiu correndo na direção dele. O menino até tentou usar suas garras, mas a pele do rinoceronte era muito dura: as garras não perfuravam.
E, como o animal enorme estava na água, quando o menino usava suas garras, escorregavam na pele do rinoceronte como um sabonete!
Quando o rinoceronte deu uma pancada com sua cabeça poderosa e dura, o menino caiu. O animal prendeu o menino, com suas pernas fortes. Assim que tentou dar uma mordida, nasceu uma cauda no menino.
O menino sentiu a nova parte de seu corpo e virou de costas e bateu com toda sua força no rinoceronte, fazendo o animal subir ao céu. E assim o rinoceronte desapareceu.
O garoto continuou seguindo seu caminho. E achou bem legal sua nova cauda.

Anúncios
Publicado em Contos

O Menino Dragão (Capítulo II)

O menino entrou numa região estranha da floresta. Havia muitas flores mortas e árvores despedaçadas, destruídas. Ouviu, de repente, um rugido assustador. Ele encontrou um tigre! O menino tentou não ficar com medo, mas ficou tremendo…
O tigre avançou correndo em direção ao menino. O menino tentou fugir, mas o tigre era muito mais rápido: alcançou o garoto e tentou morder sua mão.
Da mão do garoto, cresceram unhas afiadas, que se tornaram garras. O garoto sentiu que agora tinha uma chance de sobreviver. Rapidamente, arranhou o corpo do grande tigre. O animal deu outro rugido, mas desta vez era de dor.
O menino, agora com garras terríveis, aproveitou para fazer mais ataques: ele agitava suas mãos várias vezes na direção do tigre, sem pensar. Em pouco tempo, o tigre caiu morto!
Se sentindo com fome, o menino pegou a carne do tigre e comeu. E nem se assustou com isso.

Publicado em Contos

O Menino Dragão (Capítulo I)

Era uma vez, num mundo distante, um menino que morava com seus avós. Eles eram fazendeiros. Eles viviam tranquilamente.
O menino, um dia, foi embora. Ele era curioso e queria conhecer o mundo.
Ele não levou nem uma mochila para sua viagem. Só levou sua força e sua coragem.
Logo, ele chegou numa floresta. Uma floresta pequena, mas com muitas árvores. O menino achou uma pessoa parada perto de um riacho. Era um homem estranho, e disse:

̶ Eu sei o que você é.
̶ Hã? Quem é você?, disse o menino, que estava confuso…
O homem ficou em silêncio.
̶ Como você chegou aqui?
̶ Você é um dragão. – disse o homem, bem devagar, em voz baixa.
̶ O QUÊ?! – perguntou o menino, muito espantado.
De repente, o homem desapareceu. O menino, muito confuso, disse:
̶ Nossa… será que isso é verdade? Eu sou um dragão?
O menino continuou andando, com aquelas ideias na cabeça.

Publicado em Contos

A bruxa e o rei

Era uma vez um reino chamado Zendor. Lá viviam um rei chamado Belmont e uma rainha chamada Zelda. Eles viviam felizes, mas tinham medo de uma bruxa malvada. Essa bruxa queria enfeitiçar o rei e a rainha e dominar o reino.
Um dia, a bruxa atacou o castelo. Ela sobrevoou o castelo lançando seus feitiços.
O rei chamou o seu exército. Enquanto o rei pegava seu escudo anti-feitiços, seu exército atacou a bruxa. Escorregando e ao mesmo tempo defendendo, o rei Belmont reverteu o feitiço da bruxa para ela mesma.
Então, a bruxa foi transformada em um sapo e todos viveram despreocupados.

Publicado em Contos

Zoltryx no Planeta das Máquinas – Capítulo I

Um alienígena, chamado Zoltryx, viajando pelo espaço e explorando novos mundos, encontrou um planeta estranho que parecia a Terra. Ele usou os sensores de sua nave Galaxy para analisar o planeta e decidiu pousar para começar sua investigação.
Ao pousar, ele viu que não era nada parecido com a Terra, era um planeta repleto de robôs, de máquinas. Havia máquinas em todos os lugares: robôs trabalhadores andando pelas ruas, construções desconhecidas feitas de metal e circuitos, estátuas gigantes de robôs, aeronaves de todos os tamanhos sobrevoando as cidades e muitas outras coisas que lembravam máquinas.
Porém, os robôs perceberam a presença de Zoltryx e o atacaram. Mas o alienígena tinha uma arma e atirou em todos os robôs que o perseguiam. Ele desintegrou alguns deles, mas um robô imenso apareceu e atacou-o.
Zoltryx foi engolido pelo robô gigante e ficou inconsciente por um tempo. Quando acordou, ele percebeu que estava em uma prisão.

Publicado em Sem categoria

Sejam todos bem-vindos ao Pergaminhos etc!

Aqui, vocês poderão ler muitas histórias fantásticas, todas escritas por mim.
Tentarei publicar com alguma frequência os contos que eu inventar sobre cavaleiros, alienígenas, fantasmas, monstros, robôs, ficção científica e tudo o mais que minha imaginação permitir. Se você gosta de boas histórias, aproveite o blog!
Empolgado com a primeira postagem, o Ultra Robô faz a saudação:
̶  BIP! SEJAM BEM-VINDOS! BIP!