Publicado em Contos

O menino dragão (Capítulo III)

Andando mais um pouco, o menino sentiu sede. Então, ele encontrou um riacho e foi beber água. Só que, quando terminou de matar sua sede, apareceu um rinoceronte! Ele surgiu do meio do riacho. Parecia que estava tomando banho.
O rinoceronte viu o menino, e logo partiu correndo na direção dele. O menino até tentou usar suas garras, mas a pele do rinoceronte era muito dura: as garras não perfuravam.
E, como o animal enorme estava na água, quando o menino usava suas garras, escorregavam na pele do rinoceronte como um sabonete!
Quando o rinoceronte deu uma pancada com sua cabeça poderosa e dura, o menino caiu. O animal prendeu o menino, com suas pernas fortes. Assim que tentou dar uma mordida, nasceu uma cauda no menino.
O menino sentiu a nova parte de seu corpo e virou de costas e bateu com toda sua força no rinoceronte, fazendo o animal subir ao céu. E assim o rinoceronte desapareceu.
O garoto continuou seguindo seu caminho. E achou bem legal sua nova cauda.

Publicidade